Itapemirim ordena 10 Airbus A320

AW | 2020 08 20 12:00 | AIRLINES

La emergenta aerolínea brasileña encomienda A320

Itapemirim Transportes Aéreos pretende iniciar sus operaciones comerciales nacionales a partir de 2021, con una flota inicialmente compuesta por diez Airbus A320, hubs establecidos en São Paulo/Guarulhos, Brasilia y Rio/Galeão, un servicio a bordo diferenciado y la premisa de no ser una empresa regional doméstica. El CEO Tiago Senna, ha anunciado los detalles este Miércoles 19 Agosto 2020, consolidando tres hubs en Brasil, flota de A320 y servicio diferenciado en 2021.

“Guarulhos, Brasilia y Galeão serán nuestros principales ejes. Nos estamos estructurando para iniciar operaciones desde este trípode”, dijo el Gerente General Tiago Senna, quien aún no ha podido discutir los detalles de las rutas que serán operadas, pero confirmó que las regiones Norte y Nordeste serán atendidas con vuelos comerciales. “El Grupo Itapemirim tiene una capilaridad gigante. Sirve a 2.700 municipios en la carretera, casi la mitad de Brasil, y tiene una marca muy fuerte en el norte y noreste. Por tanto, es obvio que no dejaremos estas regiones desatendidas. Pero nuestro hub principal será Guarulhos, tendremos una capilaridad de vuelos saliendo de allí dentro de una lógica, pero todavía no puedo decir dónde comenzaremos nuestras operaciones precisamente porque es algo estratégico. El avión ya está decidido. No es el A220, no es el Q400, es el Airbus A320. Vamos a entrar al mercado con un avión que nos sirve en este momento, una elección puramente técnica, por razones obvias, como condiciones de entrenamiento adecuadas, pilotos en el mercado, mayor facilidad y grandes cantidades de aviones disponibles. Las negociaciones fueron muy buenas y comenzaremos a operar con una flota de diez aviones, ya para el próximo año”, dijo Tiago Senna. Las Cartas de Intención para la adquisición del modelo de aeronaves a adquirir han sido firmadas por el constructor europeo Airbus Group.

El ejecutivo también informó que Ita Transportes Aéreos ya cuenta con el apoyo de una empresa para analizar todos los jets que están en condiciones de comenzar a volar. “Estamos logrando, incluso en medio de la pandemia, encontrar aviones en condiciones para empezar a volar, que hoy están atrapados en algunos países aún encerrados. Nuestro mayor desafío en este momento es encontrar la aeronave donde se encuentra y luego realizar todos los programas de mantenimiento. Hoy tenemos un equipo totalmente comprometido con este aspecto”, expresó Tiago Senna.

Servicio a bordo diferenciado

“No tendremos clase ejecutiva o primera clase en aviones, porque no funcionó en el pasado, pero queremos tener una clase Comfort para una audiencia que acepta este tipo de servicio. También pretendemos agregar valor al servicio a bordo, con un servicio más premium, aunque no me gusta esta palabra porque parece que vamos a ofrecer caviar, pero no, ofreceremos un snack que entendemos como un servicio adecuado, una ventaja competitiva, pero nada de eso impacta los ingresos a medida que ingresamos al mercado”, dijo Tiago. El Consejero Delegado también informa que es algo totalmente factible de hacer, en las rutas que operarán, precisamente porque hay una mayor elasticidad en el precio de los pasajeros que embarcan. “No pretendemos trabajar con diferencial de precio, sino con calidad. No hay mucho misterio, ni la invención de una rueda, solo tenemos todo un trabajo de gestión que reduce costos para que podamos ingresar al mercado con un servicio diferenciado”, dijo el ejecutivo. La configuración interna de las aeronaves A320 aún no se ha definido, pero habrá un buen espacio para las piernas.

Imagen de la aerolínea

La pintura de la aeronave Itapemirim Transportes Aéreos ya está definida, conservando el color amarillo dorado correspondiente al grupo Itepemirim. “Es una pintura que el dueño no renuncia, un oro amarillo que llenará los cielos brasileños, en un avión que tendrá un buen espacio para las piernas de los pasajeros. No tendremos aviones estrechos, la comodidad será como regla en Itapemirim Transportes Aéreos”, dijo Tiago Senna.

Fuerza laboral

Por otro lado, el equipo de la compañía contará inicialmente con 600 personas, 170 técnicos y 300 auxiliares de vuelo, además del personal de aeropuerto y mantenimiento. En cuanto a las aeronaves, se está elaborando un cronograma para las entregas, algunos localizados en Europa y la India. “En Europa, ya estamos trabajando para encontrar la mejor fecha para recoger estos aviones. Pero todo se trata del horario, está toda la configuración de los asientos”, dijo Tiago Senna.

Mercado aéreo

“No estamos entrando al mercado para ser competidores, al contrario, queremos entrar en alianzas estratégicas, conociendo a los socios y el perfil de cada directivo. Sabemos que no vale la pena arriesgarse y poner una debilidad económica operativa en nuestras líneas y las de otras empresas. Veo a otros competidores como socios y no como competidores reales. La intención es acercarnos a nuestros competidores, pero les garantizo que no seremos una empresa regional. Itapemirim creó la premisa de ser multimodal, con conexión nacional entre aérea y terrestre”, expresó Tiago Senna, mostrando que el momento actual no es de competencia feroz, sino más bien de un entorno de amistad y alianzas complementarias.

El Director General de Ita’ Transportes Aéreos, cree que existe espacio para todos en el mercado aéreo. “La salida de Avianca dejó muchas rutas desatendidas y hoy, con el descenso en Latam, aunque haya una reanudación del mercado, todavía dejará mucho espacio para nuevos entrantes, por lo que es un momento de sinergia y no de competencia. La intención es acercarnos a nuestros competidores y trabajar codo a codo en este sentido. Pero les garantizo que no seremos una empresa regional. Itapemirim creó una premisa de ser multimodal, con una conexión nacional entre aérea y terrestre. Estamos adquiriendo una gran empresa de transporte terrestre de carga, lo que fortalecerá enormemente nuestra operación”, expresó Tiago Senna. Este transporte multimodal incluso será bueno para los competidores que ya están en el mercado. “No pretendemos ser una empresa gigante, por lo que esta carga será transportada a través de socios estratégicos y la competencia en este punto será muy bienvenida. Entraremos con la intención de crecer y estructurarnos, siempre respetando a los que ya están en el mercado”, resaltó el CEO de la startup brasileña.

Lanzamiento operaciones

El Director General Tiago Senna ha anunciado que la historia de Ita’ Transportes Aéreos comenzó incluso en 2016/2017, pero el proyecto tuvo que pararse por cuestiones administrativas. A fines del año pasado, con un aporte millonario de fondos públicos y privados de países entre ellos de la región de Arabia, el Grupo Itapemirim decidió retomar el proyecto de aviación. Hoy, el grupo tiene siete empresas que operan en tres modalidades: carretera, ferrocarril y aire.

Itapemirim sostiene que el momento más propicio para iniciar un negocio, un entorno con mejores condiciones comerciales para quienes tienen dinero en este momento. A pesar de la crisis, es el momento ideal para entrar al mercado. Realizaron un plan de negocios para este escenario. La nueva aerolínea emergente ha realizado planificación, selección personas, establecido procesos, financiación adecuada y el momento adecuado, todo estructurado sobre una sólida plataforma ética. Expresaron que han encontrado todo este escenario en el momento adecuado.

Recuperación judicial Grupo Itapemirim

El ejecutivo Tiago Senna reveló que el Grupo Itapemirim actualmente se encuentra en una situación cómoda, a pesar del proceso de reorganización judicial que no afecta a la nueva aerolínea. “Puedo decir que tenemos una recuperación judicial en curso, que se está pagando, hay una reestructuración, la empresa se está reorganizando. Estamos estrictamente al día con la reorganización judicial en el sector del transporte terrestre. El proyecto aéreo es el tercer modal del grupo, pero no estamos atados a la recuperación judicial de Itapemirim”, resaltó. El Plan de Negocio está bien estructurado, considerando el período actual, por lo que se invierte suficiente capital de trabajo para que la empresa se ponga en marcha y tenga salud financiera hacia el futuro.

Itapemirim orders 10 Airbus A320

Emerging Brazilian airline orders A320

Itapemirim Transportes Aéreos intends to start its national commercial operations from 2021, with a fleet initially made up of ten Airbus A320s, hubs established in São Paulo/Guarulhos, Brasilia and Rio/Galeão, a differentiated on-board service and the premise of not being one domestic regional company. The CEO Tiago Senna, announced the details this Wednesday, August 19, 2020, consolidating three hubs in Brazil, an A320 fleet and differentiated service in 2021.

“Guarulhos, Brasilia and Galeão will be our main hubs. We are structuring ourselves to start operations from this tripod”, said General Manager Tiago Senna, who has not yet been able to discuss the details of the routes that will be operated, but confirmed that the North and Northeast regions will be served with commercial flights. “The Itapemirim Group has a giant capillarity. It serves 2,700 municipalities on the highway, almost half of Brazil, and has a very strong brand in the north and northeast. So it is obvious that we will not leave these regions unattended. But our main hub will be Guarulhos, we will have a capillarity of flights leaving from there within a logic, but I still cannot say where we will start our operations precisely because it is something strategic. The plane is already decided. It’s not the A220, it’s not the Q400, it’s the Airbus A320. We are going to enter the market with an aircraft that serves us at the moment, a purely technical choice, for obvious reasons, such as adequate training conditions, pilots in the market, greater ease and large numbers of available aircraft. The negotiations were very good and we will begin to operate with a fleet of ten aircraft, already for next year”, said Tiago Senna. The Letters of Intent for the acquisition of the aircraft model to be acquired have been signed by the European manufacturer Airbus Group.

The executive also reported that Ita Transportes Aéreos already has the support of a company to analyze all the jets that are ready to start flying. “We are managing, even in the midst of the pandemic, to find airplanes in conditions to start flying, which today are trapped in some countries that are still locked up. Our biggest challenge at the moment is finding the aircraft where it is located and then running all the maintenance schedules. Today we have a team totally committed to this aspect”, expressed Tiago Senna.

Differentiated onboard service

“We will not have business class or first class on airplanes, because it did not work in the past, but we want to have a Comfort class for an audience that accepts this type of service. We also intend to add value to the service on board, with a more premium service, although I do not like this word because it seems that we are going to offer caviar, but no, we will offer a snack that we understand as an adequate service, a competitive advantage, but none of that it impacts revenue as we enter the market”, said Tiago. The CEO also informs that it is something totally feasible to do, on the routes that will operate, precisely because there is a greater elasticity in the price of the passengers who embark. “We do not intend to work with a price differential, but with quality. There is not much mystery, nor the invention of a wheel, we only have a management job that reduces costs so that we can enter the market with a differentiated service”, said the executive. The internal configuration of the A320 aircraft has yet to be defined, but there will be good legroom.

Image of the airline

The paint of the Itapemirim Transportes Aéreos aircraft has already been defined, preserving the golden yellow color corresponding to the Itepemirim group. “It is a painting that the owner does not renounce, a yellow gold that will fill the Brazilian skies, on an airplane that will have good legroom for the passengers. We will not have narrow planes, comfort will be the rule at Itapemirim Transportes Aéreos”, said Tiago Senna.

Labor force

On the other hand, the company’s team will initially have 600 people, 170 technicians and 300 flight attendants, in addition to airport and maintenance personnel. As for aircraft, a schedule for deliveries is being drawn up, some located in Europe and India. “In Europe, we are already working to find the best date to pick up these planes. But it’s all about the schedule, it’s all the seating configuration”, said Tiago Senna.

Air market

“We are not entering the market to be competitors, on the contrary, we want to enter into strategic alliances, knowing the partners and the profile of each manager. We know that it is not worth taking risks and putting an operational economic weakness on our lines and those of other companies. I see other competitors as partners and not as real competitors. The intention is to get closer to our competitors, but I guarantee that we will not be a regional company. Itapemirim created the premise of being multimodal, with a national connection between air and land”, expressed Tiago Senna, showing that the current moment is not one of fierce competition, but rather of an environment of friendship and complementary alliances.

The General Director of Ita ‘Transportes Aéreos believes that there is space for everyone in the air market. “The departure of Avianca left many routes unattended and today, with the decline in Latam, although there is a resumption of the market, it will still leave a lot of room for new entrants, so it is a time of synergy and not competition. The intention is to get closer to our competitors and work side by side in this regard. But I guarantee you that we will not be a regional company. Itapemirim created a premise of being multimodal, with a national connection between air and land. We are acquiring a large trucking company, which will greatly strengthen our operation”, said Tiago Senna. This multimodal transport will even be good for competitors already in the market. “We do not pretend to be a giant company, so this cargo will be transported through strategic partners and competition at this point will be very welcome. We will enter with the intention of growing and structuring ourselves, always respecting those who are already in the market”, highlighted the CEO of the Brazilian startup.

Launch operations

The General Director Tiago Senna has announced that the history of Ita ‘Transportes Aéreos began even in 2016/2017, but the project had to be stopped for administrative reasons. At the end of last year, with a millionaire contribution of public and private funds from countries including the Arabian region, the Itapemirim Group decided to resume the aviation project. Today, the group has seven companies that operate in three modes: road, rail and air.

Itapemirim maintains that the most propitious moment to start a business is an environment with better commercial conditions for those who have money at the moment. Despite the crisis, it is the ideal time to enter the market. They made a business plan for this scenario. The new emerging airline has done planning, people selection, established processes, adequate financing and the right time, all structured on a solid ethical platform. They expressed that they have found this whole scenario at the right time.

Grupo Itapemirim judicial recovery

Executive Tiago Senna revealed that the Itapemirim Group is currently in a comfortable situation, despite the judicial reorganization process that does not affect the new airline. “I can say that we have a judicial recovery in progress, that it is being paid, there is a restructuring, the company is reorganizing. We are strictly up to date with the judicial reorganization in the trucking sector. The aerial project is the third modality of the group, but we are not tied to the judicial recovery of Itapemirim”, he highlighted. The Business Plan is well structured, considering the current period, so enough working capital is invested for the company to start up and have financial health for the future.

Itapemirim encomenda 10 Airbus A320

Companhias aéreas brasileiras emergentes encomendam A320

A Itapemirim Transportes Aéreos pretende iniciar suas operações comerciais nacionais a partir de 2021, com uma frota composta inicialmente por dez Airbus A320, hubs instalados em São Paulo/Guarulhos, Brasília e Rio/Galeão, um serviço de bordo diferenciado e com a premissa de não o ser. empresa regional doméstica. O CEO Tiago Senna, anunciou os detalhes nesta quarta-feira, 19 de agosto de 2020, consolidando três hubs no Brasil, uma frota de A320 e atendimento diferenciado em 2021.

“Guarulhos, Brasília e Galeão serão nossos principais hubs. Estamos nos estruturando para iniciar as operações a partir desse tripé”, disse o gerente-geral Tiago Senna, que ainda não pôde discutir os detalhes das rotas que serão operadas, mas confirmou que as regiões Norte e Nordeste serão atendidas com voos comerciais. “O Grupo Itapemirim tem uma capilaridade gigante. Atende 2.700 municípios na rodovia, quase metade do Brasil, e tem uma marca muito forte no Norte e Nordeste. Portanto, é óbvio que não deixaremos essas regiões desacompanhadas. Mas nosso hub principal será Guarulhos, teremos uma capilaridade de voos saindo de lá dentro de uma lógica, mas ainda não posso dizer onde vamos iniciar nossas operações justamente porque é algo estratégico. O avião já está decidido. Não é o A220, não é o Q400, é o Airbus A320. Vamos entrar no mercado com uma aeronave que no momento nos serve, uma escolha puramente técnica, por motivos óbvios, como condições adequadas de treinamento, pilotos no mercado, maior facilidade e grande quantidade de aeronaves disponíveis. As negociações foram muito boas e vamos começar a operar com uma frota de dez aeronaves, já para o ano que vem”, disse Tiago Senna. As Cartas de Intenção para a aquisição do modelo de aeronave a ser adquirido foram assinadas pelo fabricante europeu Airbus Group.

O executivo informou ainda que o Ita Transportes Aéreos já conta com o apoio de uma empresa para analisar todos os jatos que estão prontos para voar. “Estamos conseguindo, mesmo em meio à pandemia, encontrar aviões em condições de voar, que hoje estão presos em alguns países que ainda estão presos. Nosso maior desafio no momento é encontrar a aeronave onde ela está localizada e executar todos os cronogramas de manutenção. Hoje temos uma equipe totalmente comprometida com esse aspecto”, expressou Tiago Senna.

Atendimento a bordo diferenciado

“Não teremos classe executiva ou primeira classe em aviões, porque não funcionava no passado, mas queremos ter uma classe Comfort para um público que aceita esse tipo de serviço. Pretendemos também agregar valor ao serviço a bordo, com um serviço mais premium, embora não goste dessa palavra porque parece que vamos oferecer caviar, mas não, vamos oferecer um lanche que entendemos como um serviço adequado, uma vantagem competitiva, mas nada disso impacta a receita à medida que entramos no mercado”, disse Tiago. O CEO informa também que é algo totalmente viável de se fazer, nas rotas que vão operar, justamente porque há uma elasticidade maior no preço dos passageiros que embarcam. “Não pretendemos trabalhar com diferencial de preço, mas com qualidade. Não há muito mistério, nem mesmo a invenção de uma roda, só temos um cargo de gestão que reduz custos para que possamos entrar no mercado com um atendimento diferenciado”, disse o executivo. A configuração interna da aeronave A320 ainda não foi definida, mas haverá um bom espaço para as pernas.

Imagem da companhia aérea

A pintura da aeronave da Itapemirim Transportes Aéreos já foi definida, preservando a cor amarelo-ouro correspondente ao grupo Itepemirim. “É um quadro ao qual o dono não renuncia, um ouro amarelo que vai encher os céus do Brasil, em um avião que terá espaço para as pernas dos passageiros. Não teremos aviões estreitos, conforto será a regra na Itapemirim Transportes Aéreos”, disse Tiago Senna.

Força laboral

Por outro lado, a equipe da empresa contará inicialmente com 600 pessoas, 170 técnicos e 300 comissários de bordo, além de pessoal aeroportuário e de manutenção. Quanto às aeronaves, está sendo elaborado um cronograma de entregas, algumas localizadas na Europa e Índia. “Na Europa, já estamos trabalhando para encontrar a melhor data para retirar esses aviões. Mas é tudo uma questão de horário, é toda a configuração dos assentos”, disse Tiago Senna.

Mercado aéreo

“Não estamos entrando no mercado para ser concorrentes, pelo contrário, queremos fazer alianças estratégicas, conhecendo os parceiros e o perfil de cada gestor. Sabemos que não vale a pena correr riscos e colocar uma fragilidade econômica operacional em nossas linhas e nas de outras empresas. Eu vejo outros concorrentes como parceiros e não como concorrentes reais. A intenção é nos aproximarmos de nossos concorrentes, mas garanto que não seremos uma empresa regional. Itapemirim criou a premissa de ser multimodal, com uma ligação nacional entre ar e terra”, expressou Tiago Senna, mostrando que o momento atual não é de competição acirrada, mas sim de ambiente de amizade e alianças complementares.

O diretor-geral do Ita ‘Transportes Aéreos acredita que há espaço para todos no mercado aéreo. “A saída da Avianca deixou muitos percursos abandonados e hoje, com a queda na América Latina, embora haja uma retomada do mercado, ainda vai deixar muito espaço para novos entrantes, então é um momento de sinergia e não de competição. A intenção é nos aproximarmos dos nossos concorrentes e trabalharmos lado a lado nesse sentido. Mas garanto que não seremos uma empresa regional. Itapemirim criou a premissa de ser multimodal, com uma conexão nacional entre ar e terra. Estamos adquirindo uma grande empresa de transporte rodoviário, o que fortalecerá muito a nossa operação”, disse Tiago Senna. Esse transporte multimodal vai até ser bom para os concorrentes que já estão no mercado. “Não temos a pretensão de ser uma empresa gigante, então essa carga será transportada por parceiros estratégicos e a concorrência neste momento será muito bem-vinda. Entraremos com a intenção de crescer e nos estruturar, sempre respeitando quem já está no mercado”, destacou o CEO da startup brasileira.

Operações de lançamento

O Diretor-Geral Tiago Senna anunciou que a história da Ita ‘Transportes Aéreos começou ainda em 2016/2017, mas o projeto teve que ser paralisado por motivos administrativos. No final do ano passado, com aporte milionário de recursos públicos e privados de países como a região árabe, o Grupo Itapemirim decidiu retomar o projeto de aviação. Hoje, o grupo possui sete empresas que atuam em três modais: rodoviário, ferroviário e aéreo.

Itapemirim afirma que o momento mais propício para se abrir um negócio é um ambiente com melhores condições comerciais para quem tem dinheiro no momento. Apesar da crise, é o momento ideal para entrar no mercado. Eles fizeram um plano de negócios para este cenário. A nova companhia aérea emergente fez planejamento, seleção de pessoas, processos estabelecidos, financiamento adequado e no momento certo, tudo estruturado em uma plataforma ética sólida. Eles expressaram que encontraram todo este cenário no momento certo.

Recuperação Judicial Grupo Itapemirim

O executivo Tiago Senna revelou que o Grupo Itapemirim está em uma situação confortável, apesar do processo de recuperação judicial que não afeta a nova companhia aérea. “Posso dizer que temos uma recuperação judicial em andamento, que está sendo paga, há uma reestruturação, a empresa está se reorganizando. Estamos rigorosamente em dia com a recuperação judicial do setor de caminhões. O projeto aéreo é a terceira modalidade do grupo, mas não estamos vinculados à recuperação judicial de Itapemirim”, destacou. O Plano de Negócios está bem estruturado, considerando o período atual, de forma que é investido capital de giro suficiente para a empresa iniciar e ter saúde financeira para o futuro.

Ξ A I R G W A Y S Ξ
PUBLISHER: Airgways.com
DBk: Mercadoeeventos.com.br / Airgways.com
AW-POST: 202008201200AR

A\W   A I R G W A Y S ®

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s